Monumento à Independência do Brasil

Parte central do Monumento a Independência do Brasil e destaque para a pira frontal
Monumento à Independência do Brasil
O Monumento à Independência foi criado em 1922 como parte das comemorações do centenário da emancipação política brasileira. Em 1917, o Governo do Estado organizou um concurso, aberto à participação de artistas brasileiros e estrangeiros que apresentaram projetos e maquetes. O conjunto de maquetes foi exposto no Palácio das Indústrias.
O projeto vencedor foi o do artista italiano Ettore Ximenes que foi alterado, com a inclusão de episódios e personalidades vinculados ao processo da independência. O monumento, embora não concluído, foi inaugurado em 7 de setembro de 1922, ficando completamente pronto somente quatro anos depois. Sofreu vários acréscimos, sendo o principal, em 1953, a cripta onde seriam depositados os despojos da Imperatriz Leopoldina, em 1954, os despojos de D. Pedro I em 1972 e em 1984, os restos mortais de D. Amélia, segunda Imperatriz do Brasil.
Também chamado de Monumento do Ipiranga ou Altar da Pátria, é um conjunto escultórico em granito e bronze localizado junto ao Riacho Ipiranga, dentro do Parque da Independência, no Ipiranga, local onde D. Pedro I proclamou a emancipação do Brasil. O conjunto é tombado nas três esferas do poder executivo. Na foto o detalhe central do monumento e da pira.
Localização: Praça do Monumento, s/nº - Ipiranga
#saopaulo #descubrasampa #sp #sampa #sergiobrisola