Pateo do Collegio

Fachada do Museu Anchieta no Pateo do Collegio ou Pátio do Colégio - Centro - São Paulo
Pateo do Collegio
Localizado no topo de uma colina entre os rios Tamanduateí e Anhangabaú, local onde em 25 de janeiro de 1554, foi realizada a missa que formalizou o nascimento da escola jesuíta em solo Paulista e também a fundação da Vila de São Paulo de Piratininga, que hoje abriga o Museu Padre Anchieta e a Igreja São José de Anchieta já teve varias construções diferentes ao longo da História. Em 1556, o padre Afonso Brás levantou a antiga casa que abrigava os catequistas e um colégio para catequização dos índios de onde foram expulsos pelos colonos pouco depois, devido à luta contra a escravidão dos índios por parte dos religiosos. Os jesuítas voltaram ao local treze anos depois. Entre 1765 e 1908, após o Estado expropriar o local (sob acusação de conspiração contra o rei de Portugal), o Pátio do Colégio foi a sede do governo da então província onde foi erguido o Palácio dos Governadores. O atual edifício é uma réplica do seiscentista, dado que em 1896 o conjunto sofreu um colapso, sendo reaberto com o formato atual em 1979. É hoje uma mescla de complexo histórico-cultural-religioso. Já teve o nome de Largo do Palácio, devido a construção do prédio do Palácio Presidencial no local. Em meados do século 19, a área do Pateo foi reformulada, pelo arquiteto Ramos de Azevedo, tornando-se uma praça cívica e com a construção de vários edifícios atuais, inclusive o prédio da atual Secretaria da Justiça. O Palácio foi demolido em 1953 e o terreno foi devolvido aos religiosos. O local foi tombado pelo Conpresp em 2015 como sítio arqueológico, pela presença de uma parede de taipa de pilão e a fundação de pedra da antiga igreja, originais de sua fundação.
Localização: Praça Pateo do Collegio, 2 - Centro Histórico de São Paulo
#saopaulo #descubrasampa #sp #sampa #sergiobrisola