Solar da Marquesa de Santos

Foto noturna da fachada do Solar da Marquesa de Santos - Centro - São Paulo
Solar da Marquesa de Santos
Na atual Rua Roberto Simonsen, antiga Rua do Carmo, Centro, e bem ao lado do Pateo do Collegio encontra-se a casa, hoje Museu da Cidade de São Paulo, conhecida como Solar da Marquesa de Santos, Dona Maria Domitila de Castro e Mello, a marquesa de Santos, que ficou historicamente conhecida como amante de Dom Pedro I. Sua data de construção é incerta e foi comprada pela marquesa em 1834 para ser sua residencia, o prédio era conhecido na época como Palacete do Carmo. 
Após o falecimento da marquesa o imóvel passou por diversos donos: seu filho herdeiro o Comendador Felício Pinto de Mendonça e Castro, a Mitra Diocesana (que instalou o Palácio Episcopal no local), a The São Paulo Gaz Company (Companhia Paulista de Gás) e finalmente a Prefeitura de São Paulo após desapropriação por dividas.
O casarão é um dos raros exemplares arquitetônicos de residência urbana do século XVIII com pequenas características neoclássicas em sua fachada principal, introduzidas pela Mitra Diocesana em uma de suas reformas no passado.
O Solar é tombado como monumento histórico do Estado de São Paulo (CONDEPHAAT) e patrimônio municipal e foi reformado duas vezes para recobrar parte das suas características originais. Sob a Prefeitura já foi sede da Secretaria Municipal de Cultura, do DPH (Departamento de Patrimônio Histórico) e atualmente o Museu da Cidade de São Paulo, o qual recebe diversas exposições culturais.
 #saopaulo #descubrasampa #saopauloforall #sergiobrisola