Vale do Anhangabaú

Vista ampla do Vale do Anhangabaú desde o Viaduto do Chá - Centro - São Paulo
Vale do Anhangabaú
Na região central da cidade onde havia um antigo vale cortado pelo Rio Anhangabaú (Ribeirão Anhangabaú) e ocupado por chácaras no passado, foi iniciado em 1877 um projeto de urbanização da área aliado a iniciativa de Alexandre Ferguson de construção de 33 prédios de cada lado do vale e da construção do Viaduto do Chá. O Vale do Anhangabaú, como o conhecemos hoje, nasceu dessa iniciativa e hoje é uma das regiões mais visitadas de São Paulo e palco de diversas manifestações e atividades culturais.
Localizado entre os viadutos do Chá e o Santa Efigênia, com o rio sob ele canalizado, formado por uma enorme laje (parte do calçadão) e importantes vias viárias de ligação sob a laje, em 1910 tornou-se o Parque do Anhangabaú, que dividia o Centro Histórico (Sé) do Centro Novo (Republica). 
Na década de 1980, a Prefeitura de São Paulo remodelou a região e coube aos urbanistas Jorge Wilheim e Rosa Grena Kliass a revitalização do espaço (criação da laje sobre as avenidas de ligação abaixo da mesma) e a implementação da área verde, transformando o espaço em um grandioso boulevard. No entorno do Vale temos muitos pontos de interesse históricos e arquitetônicos da cidade: o Altino Arantes, Edifício Martinelli, a Galeria Prestes Maia, o Theatro Municipal, o Shopping Light, o Edifício Matarazzo, o Palácio dos Correios, o Mirante do Vale e várias esculturas e obras de arte, dentre elas a Fonte dos Desejos - Glória do artista Luis Brizzolara.  
É um dos pontos turísticos "obrigatórios" da Cidade de São Paulo.

 #saopaulo #descubrasampa #sp #sampa #sergiobrisola

Fotografia com proteção garantida pela Lei de Direitos Autorais - 9610/98, Artigo 79